Pages

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Thinking of you

Eu não sei dizer bem como tudo aconteceu, estavamos conversando, totalmente de boa e então, eu me vi te querendo. Parecia algo interessante, algo novo que eu queria tentar. Mergulhei de cabeça, sem pensar duas vezes e foi então que tudo na minha vida mudou. Não só o fato de ter me apaixonado por você, mas o fato de que você despertou um lado em mim até então desconhecido.
Eu me importo com você.
Te ver triste, me deixa triste e eu prefiria MIL VEZES sofrer no seu lugar, do que te ver sofrendo. Eu nunca quis estar tanto com alguém, como eu te quero. Eu poderia pensar mil coisas, mas todas elas me voltam pra você e, mesmo sabendo o quanto isso não é saudável, eu queria estar com você o tempo todo. Eu consigo sentir o seu cheiro, mes
mo você estando distante de mim nesse exato momento. Eu posso te imaginar, seus olhos, seu nariz, sua boca perfeita, seu cabelo cheiroso, seu abraço, seu sorriso, sua voz... Atrevo até a dizer que te sinto aqui perto de mim, me abraçando e lendo o que eu escrevo por cima do meu ombro, consigo te ouvir dando palpites, zoando por eu parecer uma boba apaixonada, imitando a minha voz de irritada pra me fazer ficar nervosa... É tudo tão vivo e tão real que me pergunto se o sonho não é o fato de estar sozinha, se daqui a pouco não vou me dar conta que você está realmente aqui do meu lado e... É, isso é um pouco paranoico, eu sei. Não tem como você estar aqui agora. Maldita seja essa distância e falta de independência... Mas é até bom... Distância... Fico ansiosa pra te ver de novo e, ah, como eu gosto de quando eu te vejo... Como eu gosto de te abraçar, sentir seu cheiro e acabar com a saudade. Eu sei que é até ridículo dizer saudade se eu te vi a pouco tempo, mas... Quem não me entende, nunca soube o que é se apaixonar, nunca mesmo. Só de pensar no seu toque, no seu beijo... Queria poder dizer que não faz diferença, que você é só mais um que vai passar na minha vida. Mas eu não tenho essa certeza. Você despertou um lado meu desconhecido até então, e eu quero explorá-lo. Mas tem que ser com você, senão, não tem graça.
É, talvez eu me estrepe nessa história. Acabe iludida, machucada... Mas isso não importa tanto, sabia? No momento, você me faz feliz.




0 comentários:

Postar um comentário