Pages

domingo, 30 de maio de 2010

:: My Kryptonite ::



When I first met you, I didn’t think this could be
Something so strong for me

And now I just don’t know what could I do

I’d never think that I could love you


Is your skin touching mine

Is your lips taking me high

And now I don’t know how define

What I know is you are my kryptonite.


Sometimes I think I can resist you

I try to fight but I always lose

You’ve got the power to make me say

To make me feel like I’m a superhero


You are my weakness, my forbidden desire

But with you my body caught on fire

I feel this strange change on me

But when you walk away I feel incomplete


Is your skin touching mine

Is your lips taking me high

And now I don’t know how define

What I know is you are my kryptonite


Sometimes I think I can resist you

I try to fight but I always lose

You’ve got the power to make me say

To make me feel like I’m a superhero


And now I know that I cant win

You are my weakness but you can make me stronger

You’ve got the power to make me feel

Like the universe is only one little thing

Near to love


Is your skin touching mine

Is your lips taking me high

And now I don’t know how define

What I know is you are…


My kryptonite.


________________________________________________________________

MÚSICA ORIGINAL, FAVOR NÃO COPIAR.

sábado, 22 de maio de 2010

10 motivos para acreditar que ele se importa.

1. Ele não é tão frio quanto parece.
2.
Ele sente a sua falta.
3.
Ele demonstra que você faz parte da vida dele, mesmo sendo estúpido.
4.
Ele sabe pedir desculpas quando te magoa.
5.
Ele cuida de você quando você precisa, mesmo dizendo que não.
6.
Ele muda o jeito de ser se te vê triste.
7.
Ele te escuta, mesmo não sendo uma coisa natural dele.
8.
Ele conversa com você como não faz com qualquer um.
9.
Ele te aguenta quando você começa a ser irritante.
10.
Ele não diz que te ama, mas demonstra.





sábado, 15 de maio de 2010

What am I? What do I?




Confusões.
Estar confusa.
Não saber o que quer.
Não saber quem é.

São tantas as pessoas no mundo que não sabem quem são, ou como agir... Crise de existência não é um sinonimo de depressão, é uma passagem na vida onde você tenta se descobrir, tenta ser alguém que tenha uma marca, sua própria história e marca. Mas como descobrir isso sem se influênciar no que está a sua volta? Personalidade é algo difícil de se trabalhar, é algo difícil de criar. Eu ainda não tenho certeza de quem sou, me sinto em transição, me sinto no meio do caminho. Como ser você sem experimentar todos os lados da vida, como se encaixar em algo desconhecido? Faço experiências e tento de tudo, mas ainda assim não sei como chegar na definição de quem eu realmente sou. Um dia talvez eu encontre essa solução, um dia talvez eu possa dizer com a boca cheia.

ESSA SOU EU



Escape the Fate - Its just me.
I'm creeping my way out so you can see me, I'm crawling my way around 1,000 cities, You all stop and stare, I don't need your pity, I'm living my life in this hell. Now I'm crawling away cuz the stress has killed me, I feel like I fell from a 10 story building, Best run and hide before the devil starts forbidding, I'm living my life in this hell, I'm not one for the crowd to see, It's just me, It's just...
Just a little more, come on and satisfy me. Just a little more, come on and terrify me. Just a little more and I'll be done with it. Take my life and then I'll feel okay.
Cut it out of my mouth, Put my tongue on a pole, I won't sing any more, I'm losing control. Cut it out of my mouth, Put my tongue on a pole, Take the air from my lungs, Take the heart from my soul. I'm not one for the crowd to see, It's just me, It's just...
Just a little more, come on and satisfy me. Just a little more, come on and terrify me. Just a little more and I'll be done with it. Take my life and then I'll feel okay. Okay, I'll feel okay. Okay.
Cut it out of my mouth, Put my tongue on a pole, I won't sing any more, I'm losing control. Cut my tears of the sound, The erosion of my soul, I won't sing any more.
I'm creeping my way out so you can see me, I'm crawling my way around 1,000 cities, You all stop and stare, I don't need your pity, I'm living my life in this hell.
Just a little more, come on and satisfy me. Just a little more, come on and terrify me. Just a little more and I'll be done with it. Take my life and then I'll feel okay.

quinta-feira, 13 de maio de 2010

aboutmymadness


E bate a agonia. Você sente frio, você sente dor, sente culpa... Os sentimentos sempre te levam pra baixo, nunca nada que te poem pra cima. E você chora, feito um bebezinho esfomeado, mas nada adianta, porque você não tem ninguém pra te abraçar e te dar o ombro. Você está sentado, no escuro daquele quarto que você tanto evitou entrar, mas nada adianta, suas atitudes te levaram diretamente pra lá. Você se vê incapaz de amar, de sentir. Você apenas finge. Finge ser o que não é. Finge sentir o que não sente. Finge se importar quando no fundo nada prende sua atenção. Um sorriso falso, um sentimento fingido e assim você só se engana. Mas as suas atitudes sempre te trazem uma consequência no final, aquele quartinho, aquela agonia, frio e dor. E no final você percebe que nada realmente adianta, você está sozinho, entregue a solidão.


E a culpa é toda sua, só sua.